Carro roubado ou furtado: o que fazer nesse caso? (2024)

Nesse artigo iremos te ensinar o que fazer caso você tenha seu carro roubado ou furtado. Confira!

Imagine que você está voltando para onde estacionou seu carro e, de repente, percebe que ele não está mais lá.

O pânico se instala, a respiração acelera e a mente começa a girar. Foi roubado? Foi furtado? O que você deve fazer agora?

Essas são perguntas que ninguém quer ter que responder, mas infelizmente, são situações que podem acontecer com qualquer um.

Neste artigo, vamos descobrir o que fazer caso seu carro seja roubado e como você pode se preparar para minimizar o impacto desses eventos indesejáveis.

Continue lendo e você vai saber como proteger seu veículo e a si mesmo em tais circunstâncias.

Quer saber quais são os 10 carros mais roubados e visados para roubo do Brasil, SP e RJ? Então clique e confira!

Qual a diferença entre ter o carro roubado ou furtado?

Embora muitas vezes usados de forma intercambiável, os termos "roubo" e "furto" têm significados distintos.

Entender qual a diferença entre roubo e furto de veículos é crucial, pois cada situação exige uma resposta diferente.

O roubo de um veículo ocorre quando há uma ameaça ou violência contra a vítima. Isso significa que, se alguém abordar você com uma arma, por exemplo, e levar seu carro, isso é considerado um roubo.

O roubo é um crime mais grave devido à ameaça à integridade física da vítima.

Por outro lado, o furto é caracterizado pela ausência de violência ou ameaça contra a vítima. Se você estacionou seu carro e, ao voltar, ele não estava mais lá, isso é considerado um furto.

Embora seja menos traumático do que o roubo, o furto ainda é uma experiência desagradável e pode trazer muitos transtornos.

O que fazer em caso de roubo ou furto do meu veículo?

Se você se encontrar na infeliz situação de ter seu carro roubado ou furtado, é importante manter a calma e seguir alguns passos essenciais.

Essas ações não só ajudarão a aumentar as chances de recuperar seu veículo, mas também garantirão que você esteja devidamente coberto pela sua proteção veicular.

Nos próximos tópicos, detalharemos esses passos para que você saiba exatamente o que fazer nesse cenário indesejado.

1. Ligue imediatamente para a polícia militar e abra um boletim de ocorrência

O primeiro passo que você deve tomar ao perceber que seu carro foi roubado ou furtado é ligar para a polícia militar. No Brasil, o número para contato é o 190.

Informe a situação com o máximo de detalhes possível, incluindo a localização, a hora em que você percebeu o incidente e quaisquer características especiais do seu veículo, como cor, modelo e placa.

Após o contato inicial com a polícia, é crucial que você registre um boletim de ocorrência (B.O.). Esse documento é essencial para que a polícia possa investigar o caso e para que você possa acionar sua proteção veicular.

No caso de roubo, em que há ameaça ou violência, é necessário que você vá pessoalmente à delegacia mais próxima para registrar o B.O.

Lembre-se de levar consigo todos os documentos necessários, como RG, CPF e o documento do veículo.

Se o seu carro foi furtado, ou seja, levado sem que houvesse ameaça ou violência direta, você tem a opção de registrar o B.O. online, dependendo do Estado onde você mora.

Acesse o site da Secretaria de Segurança Pública do seu Estado e siga as instruções para o registro do boletim de ocorrência eletrônico.

Independentemente de ser um caso de roubo ou furto, é importante que você registre o B.O. o mais rápido possível.

Isso não apenas acelera o processo de investigação, mas também é uma exigência da maioria das associações de proteção veicular para a cobertura contra roubos e furtos.

2. Comunique ao sistema nacional de alarmes da PRF

Após registrar o boletim de ocorrência, o próximo passo é comunicar o roubo ou furto do seu veículo ao Sistema Nacional de Alarmes da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Este sistema, conhecido como SINAL, permite que você informe a situação diretamente à PRF, aumentando as chances de recuperação do seu veículo.

O SINAL pode ser acessado através do site oficial do Governo Federal. Para registrar o alerta, você precisará fornecer algumas informações básicas, como a placa do veículo, o número do chassi, a data e o local do roubo ou furto, e seus dados pessoais.

Assim que o alerta for registrado no SINAL, ele será enviado para todas as unidades da PRF em todo o país.

Isso significa que, se o seu carro passar por um posto da PRF, o alerta será acionado e os policiais poderão tomar as medidas necessárias para recuperar o veículo.

É importante ressaltar que o registro no SINAL não substitui a necessidade de registrar um boletim de ocorrência.

Ambos os passos são essenciais para maximizar as chances de recuperação do seu veículo e para garantir a cobertura da sua proteção veicular.

Para mais informações sobre como registrar um alerta no SINAL, você pode acessar o site oficial do Governo federal ou clicar aqui.

3. Comunique o roubo ou furto à sua proteção veicular

Depois de informar a polícia e registrar o alerta no SINAL, o próximo passo é comunicar o roubo ou furto à sua proteção veicular.

Este passo é crucial para iniciar o processo de indenização ou recuperação do veículo roubado ou furtado.

Entre em contato com a sua associação de proteção veicular o mais rápido possível. A maioria das associações possui canais de atendimento 24 horas para esses casos.

Ao ligar, tenha em mãos o número do seu contrato, além do boletim de ocorrência.

Informe a situação e forneça todas as informações solicitadas. Isso geralmente inclui detalhes sobre o incidente, como data, hora e local, além de informações sobre o veículo e o boletim de ocorrência.

Lembre-se de que a rapidez na comunicação pode ser crucial para a recuperação do veículo e para a agilidade do processo de indenização.

Após a comunicação, a associação de proteção veicular irá orientá-lo sobre os próximos passos. Isso pode incluir a realização de uma vistoria, a apresentação de documentos adicionais ou a espera pela conclusão da investigação policial.

É importante ressaltar que cada associação de proteção veicular pode ter um procedimento diferente para a comunicação de roubos e furtos. Portanto, é sempre uma boa ideia se familiarizar com esses procedimentos antes de um incidente ocorrer.

Como proteger seu veículo contra roubos e furtos

Agora que você já sabe o que fazer caso tenha seu carro roubado ou furtado, é hora de aprender como prevenir essas situações.

Afinal, a melhor maneira de lidar com o roubo ou furto de veículos é evitar que eles aconteçam em primeiro lugar.

A seguir, vamos compartilhar algumas dicas valiosas para ajudar a proteger seu veículo contra roubos e furtos.

Continue lendo e descubra como manter seu veículo seguro.

Instale dispositivos de segurança

Uma das maneiras mais eficazes de proteger seu veículo contra roubos e furtos é equipá-lo com dispositivos de segurança.

Esses dispositivos podem variar desde alarmes de carro até bloqueadores e dispositivos antifurto.

Os alarmes de carro são uma das primeiras linhas de defesa. Eles são projetados para emitir um som alto quando alguém tenta entrar no veículo sem a chave.

Isso pode assustar os ladrões e chamar a atenção de pessoas próximas.

Os bloqueadores de veículos são outra opção eficaz. Eles permitem que você desative remotamente o sistema de ignição do seu carro, tornando impossível para os ladrões dirigirem o veículo.

Isso pode ser especialmente útil se o seu carro for roubado enquanto estiver estacionado.

Os dispositivos antifurto, como os rastreadores de veículos, são outra camada de segurança.

Eles permitem que você rastreie a localização do seu carro em tempo real, o que pode ser extremamente útil para a polícia na recuperação do veículo.

Na INNOVE, entendemos a importância de manter seu veículo seguro. É por isso que oferecemos aos nossos associados dispositivos bloqueadores antifurto e rastreadores de veículos.

Esses dispositivos, combinados com nossa cobertura de proteção veicular, fornecem uma proteção abrangente contra roubos e furtos.

Se quiser saber mais sobre como essa proteção pode ser feita especificamente para seu carro, clique aqui e fale com um de nossos consultores.

Dobre sua atenção em semáforos

Semáforos e cruzamentos são locais comuns para roubos de veículos. Enquanto você está esperando o sinal abrir, ladrões podem aproveitar a oportunidade para abordá-lo.

Portanto, é essencial estar sempre atento ao seu redor. Mantenha as portas trancadas e as janelas fechadas, especialmente à noite ou em áreas menos movimentadas.

Se você notar algo suspeito, como uma pessoa se aproximando do seu carro, esteja pronto para reagir rapidamente.

Não deixe objetos valiosos expostos

Outra dica importante para proteger seu veículo contra roubos e furtos é nunca deixar objetos valiosos à vista.

Itens como bolsas, celulares, notebooks ou até mesmo moedas podem atrair a atenção de ladrões.

Se você precisar deixar algo no carro, certifique-se de que está bem escondido, preferencialmente no porta-malas.

Estacione em locais seguros e verifique se seu carro está bem trancado

Escolher o local certo para estacionar seu carro pode fazer uma grande diferença na prevenção de roubos e furtos.

Sempre que possível, opte por estacionamentos vigiados ou áreas bem iluminadas e movimentadas. Evite ruas escuras e isoladas, especialmente à noite.

Além disso, sempre verifique se seu carro está bem trancado antes de deixá-lo. Isso pode parecer óbvio, mas é fácil esquecer, especialmente se você estiver com pressa ou distraído.

Certifique-se de que todas as portas estão trancadas e que os vidros estão fechados. Se o seu carro tiver um alarme, certifique-se de que está ativado.

Invista numa associação de proteção veicular

Uma das maneiras mais eficazes de proteger seu veículo contra roubos e furtos é investir em uma associação de proteção veicular.

Essas associações oferecem uma série de vantagens em relação ao seguro tradicional, tornando-as uma opção atraente para muitos proprietários de veículos.

Primeiramente, as associações de proteção veicular geralmente oferecem uma cobertura muito abrangente.

Elas cobrem desde roubos e furtos, até acidentes, colisões, danos causados por enchentes ou granizo, incêndios causados por natureza e muito mais.

Além disso, muitas associações também oferecem assistência 24 horas, que pode incluir serviços de guincho, assistência mecânica, entre outros.

Em segundo lugar, as associações de proteção veicular não realizam consultas ao SPC e Serasa.

Isso significa que mesmo que você tenha um histórico de crédito negativo, ainda pode obter a proteção que precisa para o seu veículo sem alteração no preço (diferente do seguro, que chega a cobrar mais caro por quem tem o “nome sujo”).

Isso é especialmente útil para pessoas que estão trabalhando para melhorar sua situação financeira e precisam de proteção veicular acessível.

Terceiro, as associações de proteção veicular não realizam análise de risco da mesma forma que as seguradoras.

Ou seja, você não será penalizado com prêmios mais altos com base em fatores como idade, sexo ou local de residência.

Por exemplo, um motorista jovem não pagará mais pela proteção veicular do que um motorista mais velho, simplesmente por causa de sua idade.

Finalmente, devido a essas diferenças, a proteção veicular pode ser até 40% mais barata que o seguro tradicional.

Além disso, o processo de adesão é menos burocrático, tornando a proteção veicular uma opção mais acessível e conveniente para quem quer proteger seu carro contra roubos e furtos.

Investir em uma associação de proteção veicular é, portanto, uma maneira inteligente de proteger seu veículo e sua tranquilidade.

Com a cobertura certa, você pode ter a certeza de que está preparado para qualquer eventualidade.

Quer saber a melhor forma de fazer isso? Então, continue lendo.

Deixe seu carro protegido contra roubo e furto por um preço até 40% mais barato que seguro

Com uma associação de proteção veicular, você pode obter a cobertura de que precisa por um preço significativamente mais baixo do que o seguro tradicional.

Como mencionado anteriormente, a proteção veicular pode ser até 40% mais barata que o seguro.

Isso é possível porque as associações de proteção veicular operam com base na mutualidade, onde buscam o benefício em comum de todos os associados.

Isso permite que elas ofereçam uma cobertura abrangente por um preço mais acessível.

Além disso, a proteção veicular não discrimina com base em fatores como idade, sexo ou local de residência.

Isso significa que você não será penalizado com prêmios mais altos com base em fatores que estão fora do seu controle.

Com a proteção veicular, todos pagam o mesmo valor de acordo com a Tabela FIPE do seu veículo, tornando a proteção mais justa e acessível.

Portanto, se você está procurando uma maneira eficaz e econômica de proteger seu veículo contra roubos e furtos, considere investir em uma associação de proteção veicular.

Com a cobertura certa, você pode dirigir com tranquilidade, sabendo que está protegido contra as incertezas da estrada.

Conclusão

Proteger seu veículo contra roubos e furtos é uma necessidade inegável nos dias de hoje.

Saber os passos necessários do que fazer caso isso aconteça também.

E isso foi o que você aprendeu no artigo de hoje.

Agora, se você quer garantir a segurança do seu veículo antes mesmo de algo catastrófico acontecer, investir numa proteção veicular é a melhor opção.

Com uma associação de proteção veicular, como a oferecida pela INNOVE, você pode ter a tranquilidade de saber que seu veículo está protegido 24h por dia, sem pesar no seu bolso.

Para saber como funcionaria uma proteção específica para o seu carro, clique aqui e fale com um de nossos consultores.

Eles irão fazer uma consulta personalizada para você e tirar todas as suas dúvidas.

Quer aprender mais sobre proteção veicular? Leia os artigos abaixo:

CONHEÇA NOSSAS UNIDADES
INNOVE CLUBE DE BENEFÍCIOS / CNPJ: 26.563.543/0001-00
linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram