Quem escolhe a oficina em caso de colisão? Saiba seus direitos! (2023) 

Você já se encontrou na desconfortável situação de estar parado no trânsito ou dirigindo por uma rua quando, de repente, ouve o som inconfundível de metal se chocando e percebe que seu carro foi atingido?

Em meio ao estresse e incerteza do momento, uma pergunta comum surge: "Para qual oficina devo levar meu carro para o conserto?"

Neste cenário, as proteções veiculares e seguros de carros prometem apoio.

Mas será que você, enquanto consumidor, tem o direito de escolher onde realizar os reparos?

Continue lendo e descubra!

Sofri uma colisão de trânsito: O que fazer?

Passar por uma colisão é certamente uma experiência estressante e, em meio ao nervosismo, muitos motoristas ficam confusos sobre quais ações tomar imediatamente após o acidente.

No entanto, seguir um passo a passo pode ajudar a manter a calma e garantir que tudo seja resolvido de forma adequada e eficaz.

Vamos explorar juntos o que você deve fazer se encontrar nesta situação.

Confira os passos a seguir para uma abordagem segura e informada após uma colisão.

1. Garanta sua segurança e de todos os envolvidos

Antes de qualquer coisa, é primordial garantir a integridade física de todos.

Se possível e seguro, mova o carro para um local mais protegido, como o acostamento ou uma vaga próxima, para evitar obstruir o tráfego e prevenir novos acidentes.

Se houver pessoas feridas, acione imediatamente o serviço de emergência.

Lembre-se: a saúde e segurança de todos são sempre a prioridade máxima.

2. Verifique a gravidade do que aconteceu com o carro e se é possível rodar nele

Após assegurar a integridade de todos os envolvidos, dedique um momento para avaliar os danos ao seu veículo.

Identifique se há vazamentos, danos nas rodas, portas que não abrem ou fecham corretamente, ou qualquer outro sinal de comprometimento que possa tornar inseguro ou impossível continuar dirigindo.

Caso identifique problemas graves ou esteja em dúvida sobre a condição do veículo, é recomendado chamar um serviço de guincho para evitar agravar os danos ou causar outros riscos.

3. Converse com os envolvidos e não admita nem coloque culpa

Neste momento, é vital manter a calma e ser diplomático.

Ao conversar com os outros motoristas ou pedestres envolvidos, evite fazer declarações prematuras ou apontar dedos.

Em muitas situações, a dinâmica exata do acidente só é esclarecida após uma investigação aprofundada.

Ao invés de assumir ou atribuir culpa, foque em obter informações e garantir que todos estejam bem.

A culpa será determinada posteriormente, com base em evidências, testemunhos e, se necessário, perícias.

4. Troque informações necessárias

Trocar informações com os envolvidos é crucial para futuras resoluções, seja pela via amigável ou legal.

Certifique-se de anotar os seguintes dados:

  • Nome completo e contato (telefone e e-mail) de todos os envolvidos.
  • Dados do veículo: marca, modelo, placa, cor e ano.
  • Detalhes da apólice de seguro ou termos da proteção veicular.
  • Informações de testemunhas, se houver.

É recomendável também tirar fotos dos documentos trocados, para garantir que todas as informações sejam precisas e estejam à disposição caso sejam necessárias mais tarde.

5. Faça um registro de fotos e vídeos de tudo que aconteceu

Em uma era digital, seu smartphone pode ser uma ferramenta valiosa nesses momentos.

Registre os danos de todos os veículos envolvidos, as placas, a posição dos carros após a colisão e qualquer marca no asfalto ou meio-fio que possa ajudar a entender o que aconteceu.

Capture imagens de diferentes ângulos e, se possível, grave um vídeo panorâmico do local.

Estes registros podem ser fundamentais para esclarecer dúvidas e auxiliar na determinação das responsabilidades, seja para a seguradora, proteção veicular ou em uma possível disputa judicial.

6. Abra um boletim de ocorrência

Independentemente da gravidade da colisão, é altamente recomendado registrar um boletim de ocorrência (B.O).

Em muitos lugares, é possível fazer isso online. O B.O ajuda a formalizar o que aconteceu e pode ser solicitado pelas empresas de seguro ou associação de proteção veicular na hora de acionar a cobertura.

Além disso, em caso de desentendimentos futuros, o boletim servirá como um documento oficial que detalha os fatos.

Ao registrar, forneça informações precisas e evite especulações. Seja claro e objetivo ao relatar o incidente.

Contate sua proteção veicular ou seguro com todos os documentos em mãos

Após os passos iniciais e com todos os registros em mãos, o próximo movimento essencial é entrar em contato com sua seguradora ou associação de proteção veicular.

Informe-os sobre o ocorrido o mais rápido possível.

Muitas empresas ou associações têm prazos específicos para a notificação de acidentes, e você não vai querer perder seus benefícios por conta de atrasos.

Ao fazer o contato:

  • Mantenha a calma: Explique a situação de forma clara e objetiva.
  • Tenha todos os documentos à disposição: Isso inclui o boletim de ocorrência, fotos, vídeos, informações trocadas e qualquer outro registro relevante.
  • Siga as orientações: As empresas ou associações podem ter procedimentos específicos para diferentes tipos de ocorrências. Siga à risca as instruções dadas, seja para envio de documentos, condução do veículo a uma oficina ou outras medidas.
  • Mantenha a comunicação: Em alguns casos, a resolução pode não ser imediata. Mantenha-se disponível e atento às comunicações da empresa ou associação para agilizar todo o processo.

Lembre-se de que sua proteção veicular ou seguro está lá para ajudá-lo.

Ao fornecer todas as informações necessárias de forma organizada e pronta, você facilita o trabalho deles e acelera a solução do seu problema.

Mas afinal, quem escolhe a oficina em caso de colisão?

Você se depara com uma situação frustrante: seu carro danificado após uma colisão.

O estresse é evidente, e, enquanto você se recupera do susto, várias dúvidas começam a surgir.

Entre elas, a questão que talvez seja a mais premente: "Quem decidirá a oficina que irá cuidar do meu veículo?".

A resposta é favorável ao consumidor. Quando você contrata um seguro ou proteção veicular, o Código de Defesa do Consumidor é claro em afirmar que cabe a você decidir onde prefere que os reparos sejam realizados.

Por exemplo, imagine que você tem um vínculo de confiança com uma oficina perto da sua casa, onde já levou seu carro anteriormente e ficou satisfeito com o serviço.

Mesmo que sua seguradora ou proteção veicular tenha um acordo com outra oficina, é seu direito optar pelo que já conhece e confia.

No entanto, existem nuances que você deve considerar:

Acordos de Seguradoras: Algumas seguradoras têm acordos com oficinas referenciadas, onde oferecem benefícios como garantia nos serviços prestados e agilidade no orçamento e reparo.

Entretanto, isso não impede que você escolha uma oficina de sua confiança, mas pode significar que você perderá alguns desses benefícios.

Acordos de Proteção Veicular: No caso da proteção veicular, que funciona como uma espécie de cooperativa entre os associados, o processo pode variar.

Algumas associações podem ter oficinas parceiras, enquanto outras podem dar total liberdade de escolha ao associado.

É vital estar ciente dos termos associativos e das normas da associação.

Na INNOVE, o associado pode escolher a oficina, desde que o preço do orçamento seja semelhante aos orçamentos feitos pela associação.

Por exemplo: o conserto do associado ficou em R$ 10.000,00 na cotação feita pela INNOVE, mas ele quer consertar em outra oficina. Nesse caso, ele terá liberado o valor de R$ 10.000,00, com base na cotação feita no mercado.

Custos Adicionais: Em algumas situações, se optar por uma oficina fora da rede referenciada da empresa ou associação, podem haver custos adicionais que não serão cobertos caso o valor do orçamento exceda os orçamentos realizados pela proteção veicular ou seguradora. Por isso, é fundamental se informar previamente.

Garantia: Uma das vantagens de utilizar oficinas referenciadas é a garantia adicional nos reparos.

Se decidir por uma oficina de sua escolha, certifique-se de que ela ofereça garantias de qualidade no serviço prestado.

Em resumo, o direito de escolha é seu, mas é crucial estar informado sobre as possíveis implicações dessa decisão, seja do ponto de vista financeiro ou da qualidade e garantia dos reparos.

Agora que você já sabe os seus direitos, aqui está melhor forma de evitar maiores dores de cabeça em caso de colisão no trânsito:

Como proteger seu carro contra batidas, colisões e outros imprevistos

Proteger o seu veículo de eventuais imprevistos é uma preocupação comum entre os motoristas.

E não é para menos: o carro muitas vezes é uma ferramenta essencial para o dia a dia, e garantir sua segurança e funcionamento é fundamental.

Uma das opções que vem ganhando destaque no mercado brasileiro é a proteção veicular.

Mas, o que exatamente é isso e por que ela pode ser a solução ideal para você?

A proteção veicular é uma modalidade de proteção do seu veículo que oferece diversas vantagens como:

Cobertura completa e abrangente contra batidas e outros imprevistos: Ao aderir à proteção veicular, o motorista pode ficar tranquilo quanto a uma ampla gama de situações.

Além de colisões, a cobertura geralmente engloba furto, roubo, incêndio, alagamentos e até mesmo danos a terceiros.

Para ilustrar: imagine que você estacionou seu carro e, ao voltar, encontrou um arranhão ou amassado causado por terceiros.

Com a proteção veicular, o conserto desse tipo de dano também estará coberto.

Não faz análise de risco ou do perfil do condutor: Diferentemente dos seguros tradicionais que podem aumentar o valor da apólice com base em fatores como idade, histórico de acidentes ou até região de moradia, a proteção veicular não faz essa diferenciação.

Isso significa que um jovem de 23 anos, por exemplo, não pagará um valor exorbitantemente mais alto apenas por pertencer a uma faixa etária considerada de "maior risco".

Não verifica nome sujo no SPC e Serasa: Esta é uma das grandes vantagens da proteção veicular, especialmente em um país onde muitos enfrentam desafios financeiros.

Ao optar por essa modalidade, não será feita uma consulta ao SPC ou Serasa.

Assim, mesmo que você tenha alguma pendência financeira ou restrição no nome, isso não será um impeditivo para proteger seu veículo.

Na prática, isso significa que a proteção veicular promove uma inclusão maior, permitindo que mais pessoas tenham acesso a esse tipo de serviço.

Além de todos esses benefícios, o processo de adesão à proteção veicular é simples e descomplicado.

Tudo isso faz com que essa modalidade seja uma opção mais econômica e acessível para a maioria dos motoristas.

Não à toa, a proteção veicular vem crescendo em popularidade no Brasil, mostrando-se como uma excelente alternativa para quem busca segurança, cobertura abrangente e preços justos.

Quer proteger seu carro contra batidas, colisões e outros imprevistos? Faça isso com a INNOVE por um valor até 40% mais barato que seguro

A segurança de seu veículo é fundamental, não apenas para sua tranquilidade, mas também para garantir sua mobilidade e o valor de seu investimento.

A boa notícia? Você pode ter toda essa proteção sem gastar uma fortuna.

A INNOVE chega ao mercado com uma proposta revolucionária, oferecendo todos os benefícios da proteção veicular que falamos acima por um preço até 40% mais acessível do que os seguros convencionais.

Mas por que se contentar apenas com as palavras? Venha experienciar você mesmo todos esses benefícios.

Faça parte dos 10.000 associados satisfeitos que confiam na INNOVE para cuidar de seus veículos.

Não espere mais e garanta já a melhor e mais acessível proteção para seu carro. Clique aqui para falar com um dos nossos consultores.

Invista na segurança, invista em paz de espírito. Escolha a melhor proteção veicular do Brasil, a INNOVE.

Conclusão

A segurança e proteção de seu veículo não são apenas uma questão de tranquilidade, mas também de responsabilidade.

Em meio ao caos do trânsito e às incertezas da vida, contar com uma cobertura abrangente como a da proteção veicular é essencial.

Ao longo deste artigo, exploramos a relevância do Código de Defesa do Consumidor em garantir o direito de escolha da oficina após colisões e o destaque crescente da proteção veicular no Brasil, especialmente com opções econômicas e completas como a INNOVE.

Para fazer uma cotação conosco, basta clicar no link ao lado.

Seja qual for sua escolha, lembre-se sempre de estar bem informado, comparar opções e considerar não apenas o custo, mas também a abrangência e a qualidade do serviço oferecido.

Seu carro é uma extensão de sua vida, e cuidar bem dele é cuidar de você mesmo.

CONHEÇA NOSSAS UNIDADES
INNOVE CLUBE DE BENEFÍCIOS / CNPJ: 26.563.543/0001-00
linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram