Bateram no meu carro e fugiram: o que fazer nessa situação? (2024)

Se você já esteve uma situação onde pensou: "Bateram no meu carro e fugiram. O que faço agora?". Vamos te mostrar o passo a passo de como resolver. Confira!

Imagina que você estacionou o seu carro em um local que considerava seguro e, ao voltar, encontrou marcas de colisão.

E, para piorar, o responsável foi embora sem deixar qualquer contato. A sensação é frustrante, não é mesmo?

Infelizmente, situações como essas são mais comuns do que gostaríamos.

Mas saiba que, mesmo diante dessa circunstância desagradável, existem medidas práticas que você pode — e deve — tomar.

Continue lendo e descubra as etapas cruciais para lidar com esse tipo de situação e garantir que seus direitos e seu veículo sejam protegidos.

O que fazer se bateram no meu carro e fugiram?

Ao se deparar com seu veículo danificado, e sem o responsável por perto, você pode se sentir perdido e frustrado.

No entanto, é essencial manter a calma e agir estrategicamente para garantir a devida reparação.

Vamos abordar, passo a passo, o que você deve fazer para proteger seus direitos e seu patrimônio.

Registre o ocorrido com fotos e vídeos

A primeira coisa a fazer após perceber que bateram no seu carro e fugiram é pegar seu smartphone ou câmera e registrar o estrago.

Capture detalhes do dano, mas também não se esqueça de fazer imagens gerais do carro e da cena ao redor

Por exemplo, se um farol foi danificado, fotografe o farol de perto e, depois, o carro como um todo.

Estas imagens servirão como evidência concreta da situação encontrada e ajudarão na comprovação dos fatos.

Imagine que você está fazendo um relato visual, portanto, quanto mais detalhado e abrangente, melhor.

Vídeos podem ser particularmente úteis, pois permitem uma visão panorâmica e mostram a dinâmica do local.

Esta documentação visual será de grande valia quando estiver tratando com a proteção veicular, seguradora ou autoridades.

Verifique se há câmeras no local

Numa era digital como a nossa, as câmeras estão em todos os lugares.

Olhe ao redor em busca de câmeras de vigilância. Elas podem estar em estabelecimentos comerciais próximos, postes de luz ou até mesmo em residências.

Se identificar alguma câmera que possa ter captado o momento da colisão, anote sua localização.

Em seguida, tente conversar com o responsável pelo local onde a câmera está instalada. Explique a situação e pergunte se é possível ter acesso às imagens.

Muitas vezes, essas filmagens podem ser a chave para identificar o veículo e o motorista responsável pelo dano.

Se o acesso às imagens for negado, anote os detalhes e informe à polícia ou ao seu advogado, que poderão solicitar formalmente.

Procure testemunhas ao redor do ocorrido

Em muitos casos, alguém pode ter visto o incidente acontecer.

Pode ser um pedestre casual, um funcionário de loja nas proximidades, ou até mesmo outro motorista que estava estacionado por perto.

Dedique um momento para abordar pessoas que estão no local e pergunte se elas testemunharam o ocorrido.

Ao encontrar alguém que tenha informações valiosas sobre o incidente, solicite, de forma cortês, que forneça um breve relato do que viu.

Peça também nome, telefone ou qualquer outro meio de contato. Essa pessoa pode ser crucial na hora de corroborar sua versão dos fatos, especialmente se o causador do dano for posteriormente identificado.

Testemunhas oculares dão credibilidade ao seu relato e podem ser um elemento-chave para garantir seus direitos.

Registre um boletim de ocorrência

Após coletar evidências visuais e informações de possíveis testemunhas, o próximo passo é formalizar o incidente.

Dirija-se à delegacia mais próxima para registrar um boletim de ocorrência (BO). Em algumas regiões, é possível fazer esse registro online.

No BO, relate detalhadamente o ocorrido, informando data, hora, local e características do dano. Se possível, mencione também se há câmeras de segurança no local e se identificou testemunhas.

Esse documento é a garantia formal de que você tomou as medidas cabíveis para reportar o incidente.

Além disso, ele será essencial caso você decida acionar judicialmente o responsável ou precise comprovar os fatos para a proteção veicular ou seguradora.

Consulte um advogado para verificar ação judicial caso encontre o culpado

Se, com o auxílio de câmeras, testemunhas ou outras evidências, você conseguir identificar o responsável pelo dano ao seu veículo, é importante buscar aconselhamento legal.

Um advogado especializado em direito de trânsito ou cível pode guiar você através das etapas legais, desde a negociação amigável até um possível processo judicial.

Conversar com um profissional pode lhe fornecer uma clara visão das possibilidades e consequências legais, além de garantir que seus direitos sejam devidamente respeitados.

Mesmo que você prefira uma resolução amigável, é sempre bom estar informado sobre seus direitos e os procedimentos judiciais cabíveis.

Contate sua proteção veicular ou seguro com todos os documentos em mãos

Uma vez que você coletou todas as evidências, é hora de notificar sua seguradora ou associação de proteção veicular.

Antes de ligar, tenha todos os documentos relevantes à mão: fotos, vídeos, boletim de ocorrência e contatos de testemunhas.

Informe o ocorrido de forma detalhada e siga as instruções fornecidas pela associação ou empresa de seguro.

Algumas podem exigir que você leve o veículo a uma oficina parceira para avaliação dos danos, enquanto outras podem enviar um avaliador ao seu encontro.

Lembre-se de que, dependendo da cobertura do seu plano, os danos podem ser integralmente reparados pela proteção veicular ou seguro.

Por isso, é fundamental manter a comunicação clara e fornecer todas as informações solicitadas, garantindo que o processo de reparo seja tão ágil e eficiente quanto possível.

Agora que você já sabe os passos do que fazer quando batem no seu carro e fogem, um aviso muito importante:

Colisão com fuga é crime! Procure seus direitos

Muitos motoristas não têm consciência da gravidade de seus atos quando causam uma colisão e, em seguida, decidem fugir sem prestar socorro ou identificar-se.

No entanto, é crucial entender que tal ação não é apenas antiética, mas também criminosa.

De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), deixar o local de um acidente sem prestar socorro à vítima ou, nos casos em que não há vítimas com ferimentos, sem facilitar a identificação do veículo, de si próprio e do condutor, é considerado uma infração gravíssima.

Além das penalidades administrativas, como multa e perda de pontos na carteira, o infrator pode enfrentar consequências judiciais, sendo enquadrado em crimes de trânsito.

Em situações assim, contar com a orientação de um advogado é fundamental.

O profissional poderá orientar você sobre as melhores ações a serem tomadas, garantindo que seus direitos sejam assegurados e que o responsável seja devidamente responsabilizado.

Lembre-se: o trânsito seguro depende do compromisso de todos.

Ao procurar seus direitos, você não apenas protege seu patrimônio, mas também reforça a importância da responsabilidade e do respeito nas vias públicas.

Outra situação que é comum ocorrer em colisões onde o culpado foge é a quebra de retrovisores. É sobre isso que iremos falar no próximo tópico.

Quebraram meu retrovisor: o que fazer?

Ter o retrovisor quebrado, seja por um ato de vandalismo, acidente ou mera distração de outro motorista, é uma situação que, além de incômoda, pode comprometer sua segurança no trânsito.

Mas como agir quando isso ocorre? Aqui estão algumas etapas para lidar com essa situação:

Documente a situação: Assim como em qualquer dano ao veículo, comece tirando fotos do retrovisor danificado. Isso servirá como evidência da situação atual do equipamento e poderá ser usado caso decida procurar seus direitos.

Busque testemunhas: Se alguém viu o momento em que o retrovisor foi danificado, peça um breve relato e anote os contatos. Essa testemunha pode ser útil mais tarde.

Verifique câmeras de segurança: Se o dano ocorreu em uma área com câmeras de vigilância, como estacionamentos de shoppings ou vias com grande fluxo, procure obter as gravações do período em que o dano pode ter ocorrido.

Informe às autoridades: Dependendo do contexto, pode ser útil registrar um boletim de ocorrência para formalizar a situação. Esse registro é essencial se você decidir tomar medidas legais contra a parte responsável.

Conserto e segurança: Enquanto não arrumar o retrovisor, evite dirigir o veículo para não comprometer sua segurança e a dos outros motoristas. Se decidir consertar por conta própria, guarde todos os comprovantes relacionados ao reparo. Eles poderão ser úteis ao reivindicar compensação.

Consulte sua proteção veicular ou seguro: Se você tem seguro ou proteção veicular, entre em contato e verifique se o dano ao retrovisor está coberto pelo termo associativo ou apólice. Lembre-se de fornecer todas as informações e documentos necessários para agilizar o processo.

O retrovisor é um elemento essencial para a segurança no trânsito, e qualquer dano a ele deve ser tratado com seriedade.

Ao seguir os passos acima, você garantirá tanto a resolução do problema quanto sua segurança nas vias.

Agora que você já sabe o que fazer, aqui está a melhor forma de você proteger seu veículo em primeiro lugar:

Como proteger seu carro contra batidas, colisões e outros imprevistos

Proteger seu veículo contra possíveis danos e imprevistos é uma das maiores preocupações dos proprietários.

Antes mesmo de você esperar sofrer um acidente onde podem bater no seu carro e fugir, é bom garantir uma proteção para o seu veículo contra incidentes e imprevistos comuns que acontecem.

Mas como garantir essa proteção sem gastar uma fortuna?

A resposta pode estar na proteção veicular, que é uma modalidade que tem crescido em popularidade e apresenta uma série de vantagens em comparação com o seguro convencional, como:

Cobertura completa e abrangente: A proteção veicular oferece uma cobertura que, em muitos casos, é tão abrangente quanto a do seguro tradicional. Isso inclui proteção contra colisão, roubo, furto, incêndio, fenômenos da natureza (como alagamentos e quedas de árvore) e até assistência 24h em caso de panes ou problemas na estrada.

Sem análise de risco ou perfil do condutor: Diferentemente dos seguros, que costumam fazer uma análise de risco baseada no perfil do condutor (idade, sexo, histórico de condução, entre outros) e que pode influenciar o valor do prêmio, a proteção veicular não leva esses fatores em consideração. Isso significa que, independentemente de você ser um motorista jovem ou mais experiente, o valor da proteção será o mesmo, mudando apenas de acordo com a tabela Fipe do veículo.

Sem verificação de nome sujo no SPC e Serasa: Ao optar pela proteção veicular, não é realizada uma verificação de crédito, o que é um diferencial considerável para muitas pessoas. Em outras palavras, mesmo que você esteja com alguma pendência financeira ou restrição em órgãos de proteção ao crédito, isso não será um impedimento para aderir à proteção veicular e isso não fará ela ficar mais cara também, o que acontece quando você cota um seguro.

Processo de adesão simples: A proteção veicular é conhecida por sua burocracia reduzida e agilidade no processo de adesão. Sem uma longa lista de documentos ou análises demoradas, torna-se mais fácil e rápido proteger seu veículo.

Devido a esses e outros benefícios, a proteção veicular tem se destacado como uma opção mais acessível e econômica para muitos motoristas.

A ausência de análises profundas de perfil ou crédito e a cobertura abrangente são atrativos que, combinados ao custo geralmente mais baixo, tornam a proteção veicular uma escolha cada vez mais popular no Brasil.

Se você busca uma maneira eficiente e econômica de garantir a segurança do seu veículo contra os imprevistos da vida, vale a pena considerar essa opção e avaliar todas as vantagens que ela pode oferecer.

Quer proteger seu carro contra batidas, colisões e imprevistos de maneira mais econômica? Veja como fazer isso com a INNOVE por um valor até 40% mais barato que seguro

Quer uma solução que combina economia, cobertura abrangente e processo de adesão descomplicado assim como mencionamos no tópico acima? A INNOVE é a sua resposta.

Especializada em proteção veicular, a INNOVE surge como uma opção inovadora e mais acessível para donos de veículos.

Por que escolher a INNOVE?

Economia significativa: Com a INNOVE, você pode economizar até 40% em comparação com os seguros convencionais. Menos custos não significa menor qualidade. Aqui, você tem uma cobertura completa pagando menos.

Benefícios abrangentes: Assim como discutido anteriormente, a INNOVE oferece coberturas que vão desde colisões e roubos até assistência 24h em estradas. Seu veículo estará sempre protegido, em qualquer situação.

Sem burocracia: Sem análise de perfil ou restrições de crédito. O processo de adesão é simples e rápido, sem surpresas desagradáveis ou longas esperas.

A proteção do seu veículo é crucial, mas também é importante encontrar soluções que se encaixem no seu orçamento e que ofereçam o máximo de conveniência.

A INNOVE tem como missão trazer o melhor dos dois mundos para você.

Não perca mais tempo! Proteja seu carro e seu bolso escolhendo a INNOVE. Para saber exatamente quanto custaria uma proteção personalizada para o seu veículo, clique aqui e faça uma cotação com um de nossos consultores.

Conheça nossos planos e descubra como é fácil ter a tranquilidade que seu veículo merece com a proteção veicular que cabe no seu orçamento. Entre em contato e faça sua adesão hoje mesmo!

Conclusão

Acidentes de trânsito, colisões e outros imprevistos são situações que nenhum motorista deseja enfrentar.

No entanto, estar preparado e saber como agir pode fazer toda a diferença, não só para a resolução do problema, mas também para a sua própria tranquilidade e segurança.

Desde registrar o ocorrido com detalhes até conhecer seus direitos, cada passo é crucial para garantir a justiça e a devida compensação.

A proteção veicular, especialmente quando oferecida por associações renomadas como a INNOVE, surge como uma opção valiosa para quem busca segurança abrangente sem sobrecarregar o orçamento.

Com vantagens claras em relação ao seguro tradicional, a proteção veicular está se consolidando como a escolha preferida de muitos brasileiros.

Em resumo, a estrada pode ser imprevisível, mas suas ações e decisões não precisam ser.

Equipando-se com o conhecimento adequado e escolhendo a proteção correta, você estará não apenas protegendo seu patrimônio, mas também garantindo paz de mente para si e para seus entes queridos.

Seja prudente, informe-se e, acima de tudo, proteja-se.

Se quiser tirar dúvidas sobre como deixar seu veículo protegido, clique aqui e um de nossos consultores vai conversar sobre a sua situação específica.

CONHEÇA NOSSAS UNIDADES
INNOVE CLUBE DE BENEFÍCIOS / CNPJ: 26.563.543/0001-00
linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram